CBN - A rádio que toca notícia

INTERNACIONAL

Ataque à Previdência move protestos e rejeição a governos no Chile e na França

Mobilizações populares fizeram o governo chileno anunciar melhorias nas aposentadorias e barraram tentativa de elevação da idade mínima para os franceses

17/01/20, 14:49

O
presidente do Chile, Sebastián Piñera, anunciou na última quarta-feira (16) mudanças no sistema de aposentadorias do país. E, na França, protestos e greves também levaram o governo a recuar do aumento da idade mínima. Piñera propôs aumento de 6% nas contribuições previdenciárias que deverão ser pagos pelas empresas. Uma alíquota de 3% vai complementar a arrecadação paga pelo trabalhador no modelo de capitalização. Outros 3% serão destinados a um fundo público voltado a reforçar as aposentadorias. Ele também anunciou reajuste de 6% nos valores pagos aos aposentados.

As iniciativas buscam recuperar parte da popularidade perdida pelo governo, que atingiu os mais baixos níveis após os protestos que abalam o país desde outubro passado. Segundo pesquisa do Centro de Estudos Públicos (CEP), apenas 6% da população apoia Piñera, enquanto a sua rejeição atinge 82%. É o pior desempenho de um governo chileno desde o fim da ditadura (1973-1990).

Em abril, os chilenos realizarão um plebiscito sobre a elaboração de uma nova Constituição, que deve substituir o documento, de 1980, instituído durante a ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990).

Segundo o consultor em Relações Internacionais Kjeld Jacobsen, as medidas anunciadas por Piñera constituem um avanço, mas são insuficientes para resolver a perversividade do modelo de capitalização, – que o ministro da Economia, Paulo Guedes, pretendia instituir no Brasil.

Esse modelo funciona com uma alíquota de 10% do salário paga apenas pelo trabalhador, sem contrapartida do empregador. O dinheiro é depositado numa conta individual e gerido por fundos privados. O resultado é que 91% dos aposentados recebem em média R$ 694. “Os valores das aposentadorias são tão baixos que levaram ao suicídio de diversos aposentados, que não conseguiam sobreviver com o que recebiam”, comentou o consultor, em entrevista ao jornalista Glauco Faria, para o Jornal Brasil Atual, nesta sexta-feira (17).

França

Na França, o governo do presidente, Emannuel Macron, anunciou no último sábado (11) a retirada “provisoriamente” da proposta de elevação da idade mínima para as aposentadorias, de 62 para 64 anos. A medida é uma tentativa de colocar fim à greve desencadeada pelas centrais sindicais que paralisa o país desde o dia 5 de dezembro. Além da paralisação que atinge diversos setores, os trabalhadores saíram às ruas em diversos protestos contra a proposta de reforma gestada pelo governo. Nesta quinta, apesar do recuo do governo, as manifestações em Paris reuniram em torno de 250 mil pessoas, segundo a Confederação Geral do Trabalho (CGT). Em janeiro, os protestos chegaram a reunir 370 mil pessoas nas ruas.

Jacobsen comparou as reações de chilenos e franceses à inação dos brasileiros durante a reforma proposta pelo governo do presidente Bolsonaro, promulgada pelo Congresso Nacional em novembro do ano passado que restringiu o acesso às aposentadorias e instituiu as idades mínimas de 65 para homens e 62 para mulheres. Ele diz que os chilenos já sentiram na pele as consequências do modelo de aposentadoria adotado também durante a ditadura. Já os franceses também puderem perceber os impactos de outras medidas restritivas que foram adotadas pelo menos desde 1993.

“Aqui, no Brasil, a campanha pró-reforma foi brutal. Interessava desde a grande mídia ao setor empresarial como um todo, principalmente o financeiro, que espera com isso poder ingressar com os produtos privados de previdência. A hora que as novas regras começarem a entrar em vigor efetivamente e as pessoas começarem a se aposentar pelo novo modelo, vamos verificar o que significa na realidade. Quem sabe a luta foi apenas adiada, em vez de ter sido feita no momento correto”, afirmou o consultor.

Fonte: JL/RBA
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
29/09/20, 17:51 | REFORMA - Governo mantém arrocho a Educação e aposentados por novo “bolsa família”
29/09/20, 17:49 | ECONOMIA - Renda Cidadã do Govern Federal poderá chegar a R$ 500,00
29/09/20, 17:05 | POLÍTICA - Eleições 2020: saiba como pesquisar candidatos a prefeito e vereador de sua cidade; assista
29/09/20, 17:01 | ECONOMIA - Entidades do ensino básico criticam uso do Fundeb para financiar Renda Brasil
29/09/20, 16:44 | POLÍTICA - Eleições 2020 terão menor número de candidatos vindos do congresso
29/09/20, 16:11 | POLÍTICA - Conheça os nomes cotados para ocupar a vaga de Celso de Mello no STF
29/09/20, 07:37 | INSTITUCIONAL - OAB diz que tirar dinheiro do Fundeb para financiar Renda Cidadã é “inconstitucional” e “calote da dívida pública”
28/09/20, 21:11 | ECONOMIA - União libera R$ 5 bi para financiar MEI, micro e pequena empresa
28/09/20, 21:05 | CRIME - MP conclui investigação e denunciará Flávio Bolsonaro no esquema da rachadinha
28/09/20, 19:33 | POLÍTICA - Em novo recorde, eleições municipais têm mais de 545 mil candidatos
28/09/20, 19:30 | POLÍTICA - Eleições 2020: MP lança novas proibições para candidatos e eleitores por causa da pandemia; confira
28/09/20, 19:07 | POLÍTICA - ECONOMIA: Bolsonaro e Paulo Guedes criam nova CPMF
28/09/20, 15:27 | POLÍTICA - Governador do Piauí assume a presidência do Consórcio Nordeste
28/09/20, 15:16 | OPINIÃO - “País renunciou à sua dignidade”, diz Roberto Amaral sobre desmonte da ciência
28/09/20, 15:11 | ECONOMIA - Governo anuncia Renda Cidadã, com recursos de precatórios e do Fundeb
28/09/20, 14:54 | POLÍTICA - Saúde e emprego são as principais preocupações dos eleitores, diz Paraná Pesquisas
28/09/20, 14:38 | POLÍTICA - Após derrota para os Bolsonaro, Globo leva briga ao Supremo Tribunal Federal
27/09/20, 14:36 | POLÍTICA - Eleições municipais de novembro tendem a reeditar pleito de 2018
27/09/20, 11:38 | POLÍTICA - Da toga ao cadafalso: o duro caminho de quem troca a Justiça pela política
27/09/20, 11:30 | POLÍTICA - Nas Eleições 2020, 67 congressistas estão na disputa por vaga
27/09/20, 11:22 | POLÍTICA - Campanha das eleições municipais começaram neste domingo
27/09/20, 10:09 | POLÍTICA - Barroso diz que fake news estão corroendo a democracia
26/09/20, 08:34 | POLÍTICA - Indicado por Bolsonaro ao STF pode herdar inquérito sobre interferência na PF
26/09/20, 08:29 | POLÍTICA - Em 2010, Flávio Bolsonaro doou R$ 733 mil em dinheiro vivo para a mãe
26/09/20, 08:24 | ESPORTE - STJD confirma Palmeiras x Flamengo; jogo vai acontecer neste domingo (27)
23/09/20, 16:10 | CORONAVAC - Dados mostram segurança da vacina contra Covid-19 testada no DF
23/09/20, 16:06 | POLÍTICA - Família Bolsonaro doou dinheiro vivo entre si para campanhas eleitorais
23/09/20, 15:53 | INVESTIGAÇÃO - Carlos Bolsonaro adquiriu imóvel por R$ 150 mil em dinheiro vivo aos 20 anos
23/09/20, 14:58 | TRAGÉDIA - Mortes por síndrome respiratória cresceram 3.644% com a pandemia de covid-19
23/09/20, 14:53 | PANDEMIA - Covid-19: Ministério da Saúde endossa retorno de torcidas aos estádios
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site