CBN - A rádio que toca notícia

ARTIGO

Resistir ao fascismo, antes que seja tarde

Espantoso, grave, preocupante. Não houve preocupação em dissimular, muito pelo contrário

17/01/20, 18:26

Por Tereza Cruvinel, do Jornalistas pela Democracia (foto)

H
á quem discorde dos que apontam o pendor nazi-fascista do governo Bolsonaro. A estes, o próprio governo respondeu nesta quinta-feira, com três fatos graves, indicadores de que a serpente começou a romper a casca do ovo, com perdão pela velha metáfora. O secretário de Cultura, Roberto Alvim, anunciou ao lado de Bolsonaro,  um programa de incentivo cultural que pretende reescrever a História do Brasil em sentido conservador. Em seguida, postou vídeo em que parafraseia Goebbels, o ideólogo do nazismo, para anunciar que vem ai uma nova arte brasileira, nacionalista, heroica, dotada de grande capacidade de envolvimento, vinculada aos valores cristãos. E para completar, irritado com a denúncia de corrupção de um ocupante do próprio Palácio do Planalto, Bolsonaro subiu o tom contra a imprensa e a esquerda, segmentos que ele aponta como o “inimigo interno”, assim como os nazistas da Alemanha elegeram os judeus como adversários a serem perseguidos. E exterminados pela solução final dos campos de concentração.

Vale repertir a comparação entre os textos de Goebbels e Alvim, para que não reste dúvida. Disse o primeiro: “A arte alemã da próxima década será heroica, será ferreamente romântica, será objetiva e livre de sentimentalismo, será nacional com grande páthos e igualmente imperativa e vinculante, ou então não será nada". E o que disse Alvim:  "A arte brasileira da próxima década será heroica e será nacional. Será dotada de grande capacidade de envolvimento emocional e será igualmente imperativa, posto que profundamente vinculada às aspirações urgentes de nosso povo, ou então não será nada".

Espantoso, grave, preocupante. Não houve preocupação em dissimular, muito pelo contrário. A estética do vídeo é nazista, o olhar perfurante do que fala, o fundo musical de Wagner. Mas este governo tem a capacidade de lançar bombas dispersivas sempre que está às voltas com um problema grave, como é agora o caso de corrupção do secretário de comunicação. É claro que todos aqueles que resistem na trincheira democrática vão se concentrar na manifestação nazi-fascista mas não podemos cair na armadilha deles. As duas coisas são igualmente importantes, exigindo denúncia e combate.

É óbvio que não haverá a arte prometida por Alvim, pois a que temos já é expressão de “nossos mitos fundantes” e expressa a pluralidade e a diversidade de nossa cultura. Os nazistas organizaram a exposição “Arte degenerada”, em que obras de Matisse, Picasso e outros modernistas foram apontadas como exemplo de arte nociva e de valores pervertidos. O nazismo, entretanto, nada produziu da arte anunciada por Goebbels. Seu maior ícone foi a cineasta Leni Riefensthal, hoje lembrada apenas pelos filmes de propaganda nazista que produziu, revistos apenas para conhecimento histórico. Mas Alvim tem R$ 20 milhões para distribuir, e haverá sempre algum oportunista disposto a vender a alma por uns 30 dinheiros. Vão tentar reescrever, principalmente, a história da ditadura mas a História é implavelmente parceira da verdade.  Ela os registrará como protagonistas de um momento tenebroso no Brasil.

A ofensiva cultural veio acompanhada de outros sinais de escalada autoritária. Os ataques à imprensa subiram de tom, por conta da denúncia de corrupção na Secom e das revelações do livro da jornalista Thais Oyama, Tormenta.  Não vale à pena repetir insultos já publicados, tanto por Bolsonaro como pelo general Augusto Heleno, pois quando o chefe dá o exemplo, a prática transborda para seus auxiliares. Uma repórter perguntou sobre corrupção, Bolsonaro perguntou se ela falava da própria mãe. Chamou a jornalista Oyama de “aquela japonesa”, e Thais devia processá-lo por racismo.  E Heleno foi no mesmo batidão, irritado porque o livro dela reproduziu sua declaração, por sinal gravada (antes da posse), de que Bolsonaro era um despreparado que de nada entendia.  Depois, mudou de idéia e virou homem forte do governo.

Regimes autoritários não suportam jornalismo algum, exceto o amestrado, o chapa-branca. O que não se entende é por que a Folha de S. Paulo e os demais veículos da mídia corporativa continuam contemporizando. Não chamam Bolsonaro de mentiroso, como deviam fazer cada vez que ele mente, e nem reagem  com a energia necessária à escalada de agressões a veículos e jornalistas. A agenda neoliberal de Guedes não pode explicar tanta complacência.

E houve também, na escalada nazi-fascista, o ataque de Bolsonaro à esquerda, num claro sinal de “pega, mata e esfola” para os radicais da extrema-direita. As pessoas de esquerda, disse ele, não querem o bem do Brasil, não são normais. Se não são normais, não são gente que mereça respeito. Então podem ser esfoladas. Neste sentido é que, primeiro o anti-petismo, e agora o antiesquerdismo de forma geral, começam a funcionar como o inimigo interno a ser combatido. Quando Hitler demonizou os judeus, deu o sinal para que fossem perseguidos e denunciados como inimigos da Alemanha, de seu progresso e da pureza de sua raça ariana.  Daí para a “solução final”, o extermínio nos campos de concentração, foi um passo.

Assim encerramos mais uma semana macabra. Talvez mais macabra que as outras, porque agora a serpente começou de fato a sair do ovo, assumindo a identidade nazista, atacando a cultura, o jornalismo e a esquerda.

Diante disso, mais que antes é preciso resistir e denunciar, até que todos acordem. Antes que seja tarde.

Fonte: JL
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
29/09/20, 17:51 | REFORMA - Governo mantém arrocho a Educação e aposentados por novo “bolsa família”
29/09/20, 17:49 | ECONOMIA - Renda Cidadã do Govern Federal poderá chegar a R$ 500,00
29/09/20, 17:05 | POLÍTICA - Eleições 2020: saiba como pesquisar candidatos a prefeito e vereador de sua cidade; assista
29/09/20, 17:01 | ECONOMIA - Entidades do ensino básico criticam uso do Fundeb para financiar Renda Brasil
29/09/20, 16:44 | POLÍTICA - Eleições 2020 terão menor número de candidatos vindos do congresso
29/09/20, 16:11 | POLÍTICA - Conheça os nomes cotados para ocupar a vaga de Celso de Mello no STF
29/09/20, 07:37 | INSTITUCIONAL - OAB diz que tirar dinheiro do Fundeb para financiar Renda Cidadã é “inconstitucional” e “calote da dívida pública”
28/09/20, 21:11 | ECONOMIA - União libera R$ 5 bi para financiar MEI, micro e pequena empresa
28/09/20, 21:05 | CRIME - MP conclui investigação e denunciará Flávio Bolsonaro no esquema da rachadinha
28/09/20, 19:33 | POLÍTICA - Em novo recorde, eleições municipais têm mais de 545 mil candidatos
28/09/20, 19:30 | POLÍTICA - Eleições 2020: MP lança novas proibições para candidatos e eleitores por causa da pandemia; confira
28/09/20, 19:07 | POLÍTICA - ECONOMIA: Bolsonaro e Paulo Guedes criam nova CPMF
28/09/20, 15:27 | POLÍTICA - Governador do Piauí assume a presidência do Consórcio Nordeste
28/09/20, 15:16 | OPINIÃO - “País renunciou à sua dignidade”, diz Roberto Amaral sobre desmonte da ciência
28/09/20, 15:11 | ECONOMIA - Governo anuncia Renda Cidadã, com recursos de precatórios e do Fundeb
28/09/20, 14:54 | POLÍTICA - Saúde e emprego são as principais preocupações dos eleitores, diz Paraná Pesquisas
28/09/20, 14:38 | POLÍTICA - Após derrota para os Bolsonaro, Globo leva briga ao Supremo Tribunal Federal
27/09/20, 14:36 | POLÍTICA - Eleições municipais de novembro tendem a reeditar pleito de 2018
27/09/20, 11:38 | POLÍTICA - Da toga ao cadafalso: o duro caminho de quem troca a Justiça pela política
27/09/20, 11:30 | POLÍTICA - Nas Eleições 2020, 67 congressistas estão na disputa por vaga
27/09/20, 11:22 | POLÍTICA - Campanha das eleições municipais começaram neste domingo
27/09/20, 10:09 | POLÍTICA - Barroso diz que fake news estão corroendo a democracia
26/09/20, 08:34 | POLÍTICA - Indicado por Bolsonaro ao STF pode herdar inquérito sobre interferência na PF
26/09/20, 08:29 | POLÍTICA - Em 2010, Flávio Bolsonaro doou R$ 733 mil em dinheiro vivo para a mãe
26/09/20, 08:24 | ESPORTE - STJD confirma Palmeiras x Flamengo; jogo vai acontecer neste domingo (27)
23/09/20, 16:10 | CORONAVAC - Dados mostram segurança da vacina contra Covid-19 testada no DF
23/09/20, 16:06 | POLÍTICA - Família Bolsonaro doou dinheiro vivo entre si para campanhas eleitorais
23/09/20, 15:53 | INVESTIGAÇÃO - Carlos Bolsonaro adquiriu imóvel por R$ 150 mil em dinheiro vivo aos 20 anos
23/09/20, 14:58 | TRAGÉDIA - Mortes por síndrome respiratória cresceram 3.644% com a pandemia de covid-19
23/09/20, 14:53 | PANDEMIA - Covid-19: Ministério da Saúde endossa retorno de torcidas aos estádios
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site