CBN - A rádio que toca notícia

PANDEMIA

Em fevereiro, quando contava 17 mortos, a Itália “protegeu a economia” e cancelou isolamento. Hoje são 6 820

No final de fevereiro, essa era a postura da Itália. Uma reportagem do El País, do dia 27 de fevereiro, expõe as medidas tomadas pelo governo italiano, e suas consequências

25/03/20, 15:39

E
m pronunciamento na TV, o presidente Jair Bolsonaro anunciou que quer retomar as atividades comerciais do país em plena epidemia. Questionou o fechamento de escolas e amenizou a gravidade da crise.

No final de fevereiro, essa era a postura da Itália. Uma reportagem do El País, do dia 27 de fevereiro, expõe as medidas tomadas pelo governo italiano, e suas consequências:

“Desde que foi registrado o primeiro contágio pelo coronavírus em território italiano, há uma semana, os acontecimentos se sucedem a um ritmo vertiginoso no país. As cifras oficiais no final da noite de quinta-feira, 27 de fevereiro, apontavam 650 contágios, 17 mortes e 45 pacientes curados. O alarme social também se disparou neste tempo em algumas áreas, dentro e fora do país, e os primeiros efeitos do medo não tardaram a surgir. Agora, o Governo se empenha em neutralizar o impacto econômico da epidemia.”

Os drásticos desdobramentos da epidemia ainda não eram vistos pelos governantes, que enxergavam uma possibilidade de coordenar um isolamento parcial, junto à existência da atividade econômica.

“O vírus, concentrado em sua maioria nas regiões da Lombardia e Vêneto, motores econômicos do país.(…)Nestes últimos dias, a escassa coordenação inicial entre as instituições e inclusive alguns enfrentamentos entre as regiões e o Governo central deixaram a impressão de certo caos generalizado na gestão inicial da crise.”

O pior ainda estava por vir. A mensagem era de tranquilidade, contra o isolamento. Houve então uma mudança na estratégia, que hoje demonstra o custo de milhares vidas. Na última contabilização, a Itália obteve o número de 6820 óbitos.

“Diante desse panorama, o Governo central apostou numa mudança radical de estratégia na gestão desta crise de saúde pública, para tentar conter o alarmismo e preservar a maltratada economia italiana. Sua grande cartada é lançar uma mensagem de calma, coordenada com a comunidade científica dentro e fora do país. Em um encontro com os correspondentes estrangeiros em Roma, o ministro de Relações Exteriores, Luigi di Maio, lamentou que alguns países, como Israel e Rússia, tenham recomendado seus cidadãos a não viajarem à Itália (outros, como a Espanha, desaconselharam apenas viagens ao norte) e garantiu que o país é um lugar seguro.

O pensamento dos governantes lembra o do presidente.

“Nossos filhos vão à escola na maioria das nossas cidades, e os turistas e investidores podem vir com tranquilidade”, afirmou. E reconheceu que o surto de coronavírus está abalando o sistema produtivo italiano.”

O discurso era o mesmo, e o Brasil tem a vantagem de observar os resultados, estando, por enquanto, atrás nos números da pandemia.

Fonte: JL/DCM
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
04/04/20, 13:10 | PANDEMIA - SAÚDE: Coronavírus pode entrar em fase de aceleração descontrolada
04/04/20, 12:29 | PANDEMIA - Minas registra aumento de 800% de mortes por doenças respiratórias
04/04/20, 12:27 | PANDEMIA - Coronavírus tira das famílias o direito a um velório digno
04/04/20, 11:25 | INTERNACIONAL - Ataque com faca deixa dois mortos e seis feridos na França
04/04/20, 10:10 | ARTIGO - Coronavírus e Relações Jurídicas
04/04/20, 10:02 | POLÍTICA - Senadores pedem adiamento das eleições municipais de 2020
04/04/20, 09:27 | PANDEMIA - Governo do Piauí distribui testes rápidos de coronavírus para capital e interior
04/04/20, 09:20 | POLÍTICA - Bolsonaro é um chefe de bando, que deve ser ignorado pelos brasileiros, diz editorial do Estadão
04/04/20, 09:15 | ECONOMIA - Brasil pode ter a pior década econômica da história por causa do coronavírus (e de Bolsonaro)
04/04/20, 07:17 | POLÍTICA - Pesquisas apontam que Bolsonaro é o único líder mundial que perde popularidade por crise do coronavírus
04/04/20, 05:53 | DATAFOLHA - Pesquisa humilha o presidente: Mandetta 76% x 33% Bolsonaro
04/04/20, 05:49 | INTERNACIONAL - Trump: “Fiquem em casa”, reforça presidente dos Estados Unidos
04/04/20, 05:45 | POLÍTICA - Carlos Bolsonaro critica general Mourão por conversa com Flávio Dino
03/04/20, 19:05 | PANDEMIA - Coronavírus: Brasil tem 60 mortos em 24 horas
03/04/20, 18:49 | PANDEMIA - OMS alerta para aumento de casos graves e mortes entre doentes mais jovens
03/04/20, 17:55 | PANDEMIA - Fiscalização em Teresina fecha mais de 40 estabelecimentos na zona Sul
03/04/20, 17:49 | 800 ÍTENS - Teresina Solidária já arrecadou cestas básicas, alimentos e material de limpeza
03/04/20, 17:00 | PANDEMIA - Bolsonaro usa dados errados de hospital para se opor ao isolamento
03/04/20, 16:55 | PANDEMIA - Maia: Mandetta ‘mostra qualidades como gestor público em momento difícil’
03/04/20, 16:52 | CORONAVÍRUS - Alemanha ultrapassa mil mortos e soma quase 80 mil infecções
03/04/20, 15:12 | POLÍTICA - 55% dos tuítes pró-Bolsonaro são feitos por robôs, aponta estudo
03/04/20, 15:10 | PESQUISA - Datafolha: Bolsonaro mais atrapalha do que ajuda no combate ao coronavírus
03/04/20, 14:47 | PESQUISA - Mandetta já é mais popular que Moro no governo de Bolsonaro
03/04/20, 14:43 | POLÍTICA - Maioria no Brasil é contra a política econômica de Bolsonaro e Guedes, diz pesquisa XP Ipespe
03/04/20, 14:18 | POLÍTICA - Datafolha confirma que popularidade de Bolsonaro derrete em meio à pandemia do coronavírus
03/04/20, 13:55 | PESQUISA - Datafolha: aprovação de Bolsonaro é menos da metade de Mandetta
03/04/20, 13:34 | PANDEMIA - 24% dos pacientes com síndrome respiratória grave têm entre 30 e 59 anos
03/04/20, 12:58 | PESQUISA - Avaliação positivo de governadores do Sudeste salta de 22% para 37%
03/04/20, 12:54 | POLÍTICA - Ordem no Ministério da Saúde é ignorar ataques de Bolsonaro
03/04/20, 12:36 | PANDEMIA - Mandetta sobre assédio de Bolsonaro: 'Médico não abandona paciente'
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site