CBN - A rádio que toca notícia

INVESTIGAÇÃO

Câmara recorre ao STF para anular buscas em gabinetes de deputados

Nas ações, a Mesa Diretora pede a anulação das buscas autorizadas pela primeira instância da Justiça por entender que somente o STF pode autorizar as medidas. Segundo a Casa, as buscas interferem no “pleno exercício do mandato parlamentar”

28/07/20, 18:15

A
Câmara dos Deputados entrou com duas ações no Supremo Tribunal Federal (STF) para anular buscas e apreensões feitas pela Polícia Federal (PF) nos gabinetes da deputada federal Rejane Dias (PT-PI) e do deputado federal Paulinho da Força (SD-SP). Os parlamentares são investigados pela Justiça em diferentes processos. As petições foram protocoladas ontem à noite.

Nas ações, a Mesa Diretora pede a anulação das buscas autorizadas pela primeira instância da Justiça por entender que somente o STF pode autorizar as medidas. Segundo a Casa, as buscas interferem no “pleno exercício do mandato parlamentar”.

A polêmica ocorre porque não está claro se a primeira instância do Judiciário pode determinar buscas nas dependências do Congresso. A dúvida ocorreu após a decisão do Supremo que restringiu o foro privilegiado de deputados e senadores aos crimes cometidos durante o mandato.

Rejane Dias

Na busca envolvendo a deputada, a Justiça Federal do Piauí pediu autorização à ministra Rosa Weber para determinar as buscas, mas a magistrada devolveu o pedido para que o juiz local decidisse conforme sua convicção. No caso de Paulinho de Força, a busca foi autorizada diretamente pela Justiça Eleitoral de São Paulo.

Ontem (27), o gabinete da deputada Rejane Dias foi alvo de buscas pelos agentes da PF em uma investigação sobre supostos desvios no Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) e do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (Pnate), que teriam ocorrido quando a deputada era secretária de Educação.

Após a operação, Rejane Dias disse que recebeu com tranquilidade os desdobramentos da operação. Em nota, acrescentou que, "como desde o início, permanece à disposição para esclarecimentos a todas essas alegações", e que, durante seu exercício à frente da Secretaria de Educação, "sempre se portou em observância às leis, tendo em vista a melhoria dos índices educacionais e a ampliação do acesso à educação dos piauienses".

Paulinho da Força

No dia 14 de julho, o gabinete do deputado Paulinho da Força também foi alvo de buscas. O parlamentar é investigado pelo suposto cometimento de crimes eleitorais. Segundo as investigações, existem indícios de que o deputado recebeu R$ 1,7 milhão em doações eleitorais não contabilizadas em 2010 e 2012. As acusações foram feitas por ex-executivos do grupo J&F em acordo de colaboração premiada.

Em nota divulgada após as buscas, Paulinho disse que “desconhece os fatos apurados” e que soube das investigações “pela imprensa”. “Caso os mandados digam de fato respeito a alegado caixa dois dos anos de 2010 e 2012, a partir da delação da JBS, conforme notícias veiculadas, o deputado lamenta o ocorrido na data de hoje tendo em vista que já são passados 10 anos desde os fatos apontados, sendo que suas contas das eleições de 2010 e 2012 foram aprovadas regularmente pela Justiça Eleitoral”.

José Serra

Na semana passada, em outro caso envolvendo uma investigação contra parlamentar, o presidente do STF, ministro Dias Toffoli, suspendeu uma ordem de busca e apreensão no gabinete do senador José Serra (PSDB-SP), que havia sido determinada pela primeira instância da Justiça Eleitoral de São Paulo.

Segundo as investigações do Ministério Público, que tiveram como base o depoimento de colaboradores, “fundados indícios” apontam que Serra teria recebido doações eleitorais não contabilizadas (caixa 2) de R$ 5 milhões na campanha ao Senado em 2014.

Por nota, José Serra diz que foi “surpreendido” pela ação “com nova e abusiva operação de busca e apreensão em seus endereços, dois dos quais já haviam sido vasculhados há menos de 20 dias pela Polícia Federal”.


Fonte: JL/Agência Brasil
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
13/08/20, 22:01 | POLÍTICA - Jornal Nacional sobe o tom e expõe possível fraude de Flávio Bolsonaro em notas fiscais
13/08/20, 21:21 | POLÍTICA - PSDB lança pré-candidato com qualificação para concorrer a prefeito de Luzilândia
13/08/20, 20:26 | INVESTIGAÇÃO - Ministro do STJ revoga domiciliar e determina que Queiroz volte para prisão
13/08/20, 18:03 | ESPORTE - Conmebol divulga jogos da Copa América e libera trocas para mata-mata
13/08/20, 17:49 | PANDEMIA - Restaurantes reabrem na segunda (17) e são orientados sobre cuidados contra a Covid-19
13/08/20, 17:35 | BENEFÍCIO - Governo do Piauí antecipa pagamento do 13º para esta sexta-feira (14)
13/08/20, 17:33 | PANDEMIA - 34% dos ministros e 40% dos governadores tiveram covid19
13/08/20, 12:32 | POLÍTICA - "Bolsonaro não acredita na agenda de Paulo Guedes", diz Miriam Leitão
13/08/20, 12:24 | PANDEMIA - Caixão com corpo de vítima da covid-19 é abandonado em cemitério no Piauí
13/08/20, 12:11 | PANDEMIA - Cristo Redentor passa por desinfecção antes da reabertura no sábado
13/08/20, 12:02 | GERAL - Aniversário de Teresina será celebrado de forma especial e mantendo protocolos de segurança
13/08/20, 11:55 | INVESTIGAÇÃO - Flávio Bolsonaro diz não lembrar de pagamento em espécie em compra de apartamento
13/08/20, 11:47 | INVESTIGAÇÃO - Dallagnol admite “eventuais equívocos” e diz que afastamento da Lava Jato é “punição”
13/08/20, 11:42 | POLÍTICA - Primo de Michelle Bolsonaro diz que vai revelar segredos da primeira-dama
12/08/20, 15:20 | EDUCAÇÃO - Pais acreditam que qualidade do ensino caiu na pandemia, diz pesquisa
12/08/20, 14:46 | JUDICIÁRIO - Corregedoria do Tribunal de Justiça do Paraná vai investigar juíza acusada de sentença racista
12/08/20, 14:41 | POLÍTICA - Governador do Piauí e representantes do Consórcio Nordeste debatem sobre saúde e economia
12/08/20, 14:38 | PANDEMIA - Número de pessoas com potencial de transmitir a Covid-10 volta a crescer em Teresina
12/08/20, 14:35 | INVESTIGAÇÃO - Gabinete de Bolsonaro também serviu para esquema de ‘rachadinha’ entre Queiroz e a filha
12/08/20, 06:13 | ECONOMIA - Empresário bolsonarista diz que Brasil está de volta ao abismo
12/08/20, 06:11 | ECONOMIA - Guedes: Bolsonaro corre risco de sofrer impeachment se furar teto de gastos
11/08/20, 22:17 | POLÍTICA - Ministra do Supremo detona Bolsonaro: “Irresponsabilidade política causou tragédia de 100 mil mortos”
11/08/20, 21:49 | POLÍTICA - Mendonça entrega dossiê sobre antifascistas ao Congresso
11/08/20, 21:37 | POLÍTICA - Gilmar Mendes diz que governo poderia ter evitado mortes
11/08/20, 21:34 | PANDEMIA - Vacina russa contra a covid pode ser liberada até o final do ano
11/08/20, 12:33 | ESPORTE - CBF anuncia novas datas de confrontos da 3ª fase da Copa do Brasil
11/08/20, 12:25 | CORONAVÍRUS - Mortes poderiam ser evitadas, afirma pesquisadora da Fiocruz
11/08/20, 12:17 | AUTORITARISMO - STF permitiu que ‘monstro da Lava Jato’ ganhasse força, afirma advogado
11/08/20, 12:13 | POLÍTICA - Lula: é lamentável que tantos generais se disponham a trabalhar com um troglodita como o Bolsonaro
11/08/20, 11:38 | CELEBRIDADE - Nanda Marques exibe 106cm de bumbum em ensaio sexy: ''Tudo natural
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site