CBN - A rádio que toca notícia

INTERNACIONAL

ONU diz que abertura econômica não dura se contágio não for contido

A diretora-geral da Opas, Carissa Etienne, afirmou que forçar uma reabertura econômica no atual estágio de transmissão mundial do novo coronavírus coloca vidas em risco e amplia a incerteza trazida pela pandemia

30/07/20, 17:38

N
ão há reabertura econômica possível sem controle do contágio da Covid-19 e um plano que evite novas transmissões, alertou nesta quinta-feira a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), em coletiva on-line com a Organização Pan-Americana para a Saúde (Opas), braço da Organização Mundial da Saúde (OMS) nas Américas.

As duas instituições apresentaram um relatório conjunto sobre o impacto devastador da pandemia tanto na saúde quanto na economia da região. Elas defendem que uma mudança na estratégia de desenvolvimento, com atenção às populações vulneráveis, é essencial para uma recuperação inclusiva e sustentável na América Latina e no Caribe.

— Não se pode falar em abertura econômica sem que a curva de contágio da Covid-19 esteja controlada e sem um plano claro que evite uma segunda onda, com ações como reforço de testagem, rastreamento de contatos e isolamento social — afirmou Alicia Bárcena, secretária-executiva da Cepal.

Na última semana, destacou, a região das Américas registrou uma média de mais de 140 mil novos casos diários de Covid-19.

— Não há dilema entre economia e saúde. Primeiro, a saúde — disse Alicia.

A diretora-geral da Opas, Carissa Etienne, afirmou que forçar uma reabertura econômica no atual estágio de transmissão mundial do novo coronavírus coloca vidas em risco e amplia a incerteza trazida pela pandemia.

— Precisamos integrar abordagens de saúde e proteção social para mitigar o terrível impacto da Covid-19 em meios de subsistência econômicos para que quem está doente não precise escolher entre sua saúde, um teto ou comida para família. Ou cair na pobreza por contas médicas — destacou Carissa.

O relatório apresentado pela Cepal e a Opas reforça principalmente a importância de ajuda a populações vulneráveis. Entre as ações propostas, as instituições pedem a garantia de um auxílio emergencial durante seis meses para pessoas que vivem abaixo da linha de pobreza. Destacam, ainda, a necessidade de um complemento extra para pessoas em pobreza extrema.

Outras medidas sugeridas foram políticas sociais universais, créditos ampliados a pequenas empresas e acesso a financiamento em condições favoráveis.

Os grupos mais vulneráveis, afirmam as duas instituições, são idosos, trabalhadores informais, mulheres, povos indígenas, negros, pessoas com deficiência e imigrantes.

Nesse ponto, a diretora-geral da Opas, Carissa Etienne, citou especificamente o caso brasileiro:

— No Brasil, 60 milhões de pessoas de pessoas não têm acesso à atenção primária.

A diretora da Cepal lembrou que essa é a pior crise em um século, que supõe mais de uma década perdida, com intensificação das desigualdades em uma região já desigual. O PIB da região, destacou Alicia, deve retroceder dez anos e cair 9,1% (a estimativa para o Brasil é de uma redução de 9,2% em 2020).

Já as exportações devem ter uma queda de 23%. As previsões sobre desemprego e pobreza também preocupam.

— A taxa de desemprego alcançará 13,5% (na região) e haverá 44 milhões de desempregados. Estima-se, também, que 2,7 milhões de empresas fechem as portas — alertou Alicia Bárcena.

A pobreza, acrescentaram as lideranças da Cepal e da Opas, deve aumentar de 30,2% para 37,3% do ano passado para este, o que significam 231 milhões de pessoas nessa condição. Já a pobreza extrema deve saltar de 11% para 15,5% no mesmo período.

Alicia reforçou ainda, sobre o risco de uma crise alimentar com o aumento da vulnerabilidade da saúde, com mais de 96 milhões de pessoas em situação de pobreza extrema (11,8% da população urbana e 29% da população rural).

— Os governos locais têm tomado medidas importantes, mas insuficientes para dar conta da magnitude desse abismo. O risco de uma crise alimentar é real — afirmou.



Fonte: JL
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
13/08/20, 22:01 | POLÍTICA - Jornal Nacional sobe o tom e expõe possível fraude de Flávio Bolsonaro em notas fiscais
13/08/20, 21:21 | POLÍTICA - PSDB lança pré-candidato com qualificação para concorrer a prefeito de Luzilândia
13/08/20, 20:26 | INVESTIGAÇÃO - Ministro do STJ revoga domiciliar e determina que Queiroz volte para prisão
13/08/20, 18:03 | ESPORTE - Conmebol divulga jogos da Copa América e libera trocas para mata-mata
13/08/20, 17:49 | PANDEMIA - Restaurantes reabrem na segunda (17) e são orientados sobre cuidados contra a Covid-19
13/08/20, 17:35 | BENEFÍCIO - Governo do Piauí antecipa pagamento do 13º para esta sexta-feira (14)
13/08/20, 17:33 | PANDEMIA - 34% dos ministros e 40% dos governadores tiveram covid19
13/08/20, 12:32 | POLÍTICA - "Bolsonaro não acredita na agenda de Paulo Guedes", diz Miriam Leitão
13/08/20, 12:24 | PANDEMIA - Caixão com corpo de vítima da covid-19 é abandonado em cemitério no Piauí
13/08/20, 12:11 | PANDEMIA - Cristo Redentor passa por desinfecção antes da reabertura no sábado
13/08/20, 12:02 | GERAL - Aniversário de Teresina será celebrado de forma especial e mantendo protocolos de segurança
13/08/20, 11:55 | INVESTIGAÇÃO - Flávio Bolsonaro diz não lembrar de pagamento em espécie em compra de apartamento
13/08/20, 11:47 | INVESTIGAÇÃO - Dallagnol admite “eventuais equívocos” e diz que afastamento da Lava Jato é “punição”
13/08/20, 11:42 | POLÍTICA - Primo de Michelle Bolsonaro diz que vai revelar segredos da primeira-dama
12/08/20, 15:20 | EDUCAÇÃO - Pais acreditam que qualidade do ensino caiu na pandemia, diz pesquisa
12/08/20, 14:46 | JUDICIÁRIO - Corregedoria do Tribunal de Justiça do Paraná vai investigar juíza acusada de sentença racista
12/08/20, 14:41 | POLÍTICA - Governador do Piauí e representantes do Consórcio Nordeste debatem sobre saúde e economia
12/08/20, 14:38 | PANDEMIA - Número de pessoas com potencial de transmitir a Covid-10 volta a crescer em Teresina
12/08/20, 14:35 | INVESTIGAÇÃO - Gabinete de Bolsonaro também serviu para esquema de ‘rachadinha’ entre Queiroz e a filha
12/08/20, 06:13 | ECONOMIA - Empresário bolsonarista diz que Brasil está de volta ao abismo
12/08/20, 06:11 | ECONOMIA - Guedes: Bolsonaro corre risco de sofrer impeachment se furar teto de gastos
11/08/20, 22:17 | POLÍTICA - Ministra do Supremo detona Bolsonaro: “Irresponsabilidade política causou tragédia de 100 mil mortos”
11/08/20, 21:49 | POLÍTICA - Mendonça entrega dossiê sobre antifascistas ao Congresso
11/08/20, 21:37 | POLÍTICA - Gilmar Mendes diz que governo poderia ter evitado mortes
11/08/20, 21:34 | PANDEMIA - Vacina russa contra a covid pode ser liberada até o final do ano
11/08/20, 12:33 | ESPORTE - CBF anuncia novas datas de confrontos da 3ª fase da Copa do Brasil
11/08/20, 12:25 | CORONAVÍRUS - Mortes poderiam ser evitadas, afirma pesquisadora da Fiocruz
11/08/20, 12:17 | AUTORITARISMO - STF permitiu que ‘monstro da Lava Jato’ ganhasse força, afirma advogado
11/08/20, 12:13 | POLÍTICA - Lula: é lamentável que tantos generais se disponham a trabalhar com um troglodita como o Bolsonaro
11/08/20, 11:38 | CELEBRIDADE - Nanda Marques exibe 106cm de bumbum em ensaio sexy: ''Tudo natural
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site