CBN - A rádio que toca notícia

DECISÃO

STF julga constitucional divulgação da Lista Suja do Trabalho Escravo

Relator diz que medida garante aplicação de direito fundamentais

15/09/20, 15:18

O
plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu manter a divulgação da lista de empregadores autuados e punidos em processo administrativo por manter trabalhadores em condição análoga à de escravidão, a chamada Lista Suja do Trabalho Escravo.

O julgamento foi realizado em sessão encerrada na noite de segunda-feira (14) no plenário virtual, formato em que os ministros votam por escrito remotamente.

A lista do trabalho escravo existe desde 2004, tendo sido renovada e regulamentada por diversas portarias desde então. Em geral, os empregadores listados foram alvo de fiscalização em que houve o resgate de trabalhadores em condições precárias.

A lista era contestada pela Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc). Para a entidade, seria inconstitucional uma portaria conjunta publicada em 2016 pelos então ministérios do Trabalho e das Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos. A norma regulamentou como seria feita a divulgação dos nomes.

Entre outros pontos, a Abrainc argumentava que a divulgação em si já geraria prejuízo e uma espécie de nova sanção administrativa, sem direito a defesa. Segundo a entidade, isso violaria direitos fundamentais dos empregadores, entre os quais o de livre iniciativa. E, pelo caráter de punição, a divulgação da lista somente poderia ter sido estabelecida por lei aprovada no Congresso, argumentou a associação.

O relator do caso no Supremo, ministro Marco Aurélio Mello, discordou. Ao contrário de violar direitos fundamentais, como alegado pela associação, o ministro afirmou que a divulgação da lista garante a aplicação de direitos previstos na Constituição, entre os quais os que que tratam de trabalho digno e acesso a salários justos e o da dignidade humana em geral.

Para o ministro, a divulgação está ainda justificada pela Lei de Acesso à Informação (Lei 12.527/2011), que serviu de base para regulamentar a lista. Marco Aurélio destacou que a transparência é a regra da administração pública.

O relator foi acompanhado integralmente pelos ministros Cármen Lúcia, Dias Toffoli, Luiz Fux, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Rosa Weber. Os ministros Luís Roberto Barroso e Edson Fachin também votaram pela constitucionalidade da lista, embora com diferenças na fundamentação.

“De fato, a manutenção da existência de formas modernas de escravidão é diametralmente oposta a quaisquer objetivos de uma sociedade que se pretende democrática”, escreveu Fachin em seu voto. O ministro frisou que a Lista Suja do Trabalho Escravo é “meramente informativa” e não configura “espécie de sanção aos empregadores”.

O ministro Alexandre de Moraes foi o único a divergir, por considerar que o processo sequer deveria ser julgado pelo Supremo, uma vez que, para ele, a Abrainc não tem legitimidade para propor ação sobre o assunto.

Fonte: JL/Agência Brasil
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
26/09/20, 08:34 | POLÍTICA - Indicado por Bolsonaro ao STF pode herdar inquérito sobre interferência na PF
26/09/20, 08:29 | POLÍTICA - Em 2010, Flávio Bolsonaro doou R$ 733 mil em dinheiro vivo para a mãe
26/09/20, 08:24 | ESPORTE - STJD confirma Palmeiras x Flamengo; jogo vai acontecer neste domingo (27)
23/09/20, 16:10 | CORONAVAC - Dados mostram segurança da vacina contra Covid-19 testada no DF
23/09/20, 16:06 | POLÍTICA - Família Bolsonaro doou dinheiro vivo entre si para campanhas eleitorais
23/09/20, 15:53 | INVESTIGAÇÃO - Carlos Bolsonaro adquiriu imóvel por R$ 150 mil em dinheiro vivo aos 20 anos
23/09/20, 14:58 | TRAGÉDIA - Mortes por síndrome respiratória cresceram 3.644% com a pandemia de covid-19
23/09/20, 14:53 | PANDEMIA - Covid-19: Ministério da Saúde endossa retorno de torcidas aos estádios
23/09/20, 14:45 | AUXÍLIO - Agricultores pressionam Congresso por derrubada de vetos de Bolsonaro
23/09/20, 14:04 | ECONOMIA & POLÍTICA - IBGE: 2,9 milhões perderam emprego entre maio e agosto
23/09/20, 11:39 | POLÍTICA - Bolsonaro mentiu na ONU sobre aumento de investimento estrangeiro
23/09/20, 11:35 | POLÍTICA - Maioria das queimadas na Amazônia foram em fazendas
23/09/20, 11:31 | ECONOMIA - Pandemia reduz em um décimo renda mundial obtida com trabalho, diz OIT
23/09/20, 10:19 | PANDEMIA - DF ultrapassa RJ e lidera taxa de mortes por covid-19
23/09/20, 10:14 | BENEFÍCIO - Caixa paga auxílio de R$ 300 para beneficiários do Bolsa Família
23/09/20, 10:04 | EDUCAÇÃO - Enem: estudantes tem até 1º de outubro para inserir foto no cadastro
23/09/20, 09:55 | ARTIGO - Discurso de Bolsonaro na ONU foi primor de cinismo
23/09/20, 09:39 | ARTIGO - Um farsante nas Nações Unidas
23/09/20, 09:33 | ARTIGO - Eu quero me mudar para o país descrito por Bolsonaro, na ONU
23/09/20, 05:58 | POLÍTICA - Eleições 2020: Prazo para envio de candidaturas aos cartórios eleitorais e internet termina neste sábado (26)
23/09/20, 05:52 | POLÍTICA - Mais de 100 deputados federais assinam manifesto contra corte de R$ 1,8 bi no orçamento do MEC para 2021
22/09/20, 22:42 | INTERNACIONAL - Após discurso fracassado de Bolsonaro, ONU convida Lula para debater 'Educação e as Sociedades Que Queremos'
22/09/20, 22:17 | POLÍTICA - “O povo quer saber”: Carro de som percorre ruas de BH expondo “crimes” de Bolsonaro
22/09/20, 18:22 | POLÍTICA - Lula escreve 'discurso' para ONU e culpa Bolsonaro por mortes do coronavírus
22/09/20, 16:07 | TRAGÉDIA AMBIENTAL - As imagens da luta dos animais pela vida no Pantanal em chamas
22/09/20, 15:57 | POLÍTICA - “Bolsonaro mentiroso” quebra Twitter depois de fala na ONU
22/09/20, 14:21 | ONU - Oposição diz que discurso de Bolsonaro foi “vergonhoso”; governistas elogiam
22/09/20, 13:57 | INVESTIGAÇÃO - Fogo no Pantanal mato-grossense começou em fazendas de pecuaristas que fornecem para gigantes do agronegócio
22/09/20, 10:31 | PANDEMIA - Governo federal tem pelo menos 1.423 servidores contaminados com covid-19
22/09/20, 10:29 | POLÍTICA - “Família Bolsonaro se elege com ajuda das milícias”, diz Gabeira
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site