CBN - A rádio que toca notícia

POLÍTICA

Bolsonaro aposta no ‘caos’ para elevar abstenções nas eleições municipais, diz analista

Constantes conflitos alimentados pelo presidente aumentam o desinteresse da população pela política. Abstenção elevada pode favorecer candidatos da base bolsonarista

22/10/20, 20:05

A
recente polêmica promovida por Bolsonaro em relação à compra da vacina do laboratório chinês Sinovac é mais uma aposta no “caos”, segundo o cientista político da Faculdade de Ciências Sociais da PUC de Campinas Vitor Barlleta Machado. As brigas constantes estimuladas por ele contribuem para a aversão à política. E um eventual aumento dos votos brancos, nulos e abstenções pode favorecer candidatos apoiados por Bolsonaro nas eleições municipais deste ano.

Nesta quarta-feira (21), Bolsonaro desautorizou acordo firmado pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, com governadores para a aquisição do imunizante.

Com essa decisão, Bolsonaro agrada sua base mais fiel, adepta das teorias conspiratórias sobre a “vacina chinesa”. É também uma demonstração do alinhamento político-ideológico de Bolsonaro com o presidente norte-americano, Donald Trump, que também explora o sentimento anti-chinês.

Ao mesmo tempo que a postura autoritária agrada seus seguidores, esse tipo de atitude acaba colaborando para o afastamento da política do eleitor médio. “Ele briga o tempo inteiro para manter as pessoas afastadas, como aquele sujeito que diz que política é tudo igual, que não adianta fazer nada”, afirmou Barlleta, em entrevista ao Jornal Brasil Atual, nesta quinta-feira (22).

Dessa maneira, Bolsonaro tenta repetir nas disputas municipais o cenário das últimas eleições presidenciais, quando os votos brancos, nulos e abstenções somaram 42 milhões de pessoas. “Ele sabe que, se esse pessoal entrar, pode provocar um desequilíbrio”, afirmou.

São Paulo e Campinas

Outro fator que contribui para essa estratégia é a fragmentação política, com o aumento expressivo do número de candidaturas, tanto para o Executivo como para o Legislativo. Isso se dá, segundo ele, em função da proibição de coligações para as Câmaras municipais. Nesse sentido, mais partidos lançaram candidatos às prefeituras como forma de dar mais destaque às suas chapas com candidatos a vereadores.

Nesse cenário, a base enxuta, mas fiel, dos seguidores do presidente pode ser suficiente para levar candidatos bolsonaristas ao segundo turno, avalia o cientista político. É o que ele acredita que pode ocorrer, por exemplo, na capital paulista.

Em função do fragmentação e do desinteresse, o candidato Celso Russomanno (Republicanos) pode levar vantagem, apesar do seu histórico em outras eleições, quando sua candidatura desidratou ainda antes da primeira votação. “Num cenário de fragmentação, o pouco de apoio que o candidato consiga às vezes é suficiente para chegar ao segundo turno.”

O quadro se repete em Campinas, terceira cidade mais populosa do estado de São Paulo. A cidade também registrou recorde de candidaturas, com 14 chapas disputando a preferência do eleitor. “É uma cidade onde Bolsonaro teve votação expressiva, com quase 70% dos votos (68,82% dos votos válido no segundo turno) “, alertou Barlleta.

Fonte: JL/RBA
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
25/11/20, 15:10 | LUTO - “Espero que possamos jogar bola juntos no céu”, diz Pelé sobre Maradona
25/11/20, 15:03 | LUTO - Maradona tinha tatuagens de Che e Fidel e se disse “soldado” de Lula e Dilma
25/11/20, 14:48 | ESPORTE - Neymar e Alisson são finalistas do prêmio Fifa The Best
25/11/20, 14:28 | LUTO - Morre Diego Maradona, aos 60 anos, após parada cardiorrespiratória
25/11/20, 11:14 | ECONOMIA - Black Friday: veja as dicas para não ser enganado
25/11/20, 11:08 | POLÍTICA - Revista Veja frita ministro Paulo Guedes: 'mentiroso' e 'medíocre'
25/11/20, 11:03 | PANDEMIA - Mundo tem pela primeira vez mais de 12 mil mortes por Covid-19 em um único dia
25/11/20, 10:52 | ECONOMIA - ‘Pergunta para o vírus’, diz Bolsonaro sobre chance de prorrogar auxílio
25/11/20, 10:50 | POLÍTICA - Explodem homicídios e tentativas de assassinato contra candidatos
24/11/20, 16:44 | POLÍTICA - TSE aponta 64 mil beneficiários do auxílio emergencial como doadores de campanhas eleitorais
24/11/20, 15:46 | PESQUISA - Datafolha em SP: Bruno Covas tem 48% e Guilherme Boulos, 40%
24/11/20, 15:25 | POLÍTICA - Percentual de prefeitos eleitos sem coligação quintuplica em 2020
24/11/20, 15:19 | PANDEMIA - Taxa de transmissão do novo coronavírus volta a crescer no Brasil
24/11/20, 15:15 | SAÚDE - Pazuello é convidado a dar explicações no Congresso sobre os 6,8 milhões de testes encalhados
24/11/20, 15:11 | POLÍTICA - Mulheres são maioria no eleitorado de cidades que terão segundo turno
24/11/20, 12:54 | INTERNACIONAL - Parlamento Europeu quer tirar 700 mil sem-teto das ruas até 2030
24/11/20, 12:51 | BENEFÍCIO - Caixa credita auxílio, dos ciclos 3 e 4, para os nascidos em junho
24/11/20, 12:49 | EDUCAÇÃO - Candidatos infectados por covid-19 terão nova chance de fazer Enem
23/11/20, 20:46 | POLÍTICA - Senado pode endurecer lei contra “seguranças” racistas
23/11/20, 15:51 | BENEFÍCIO - Caixa credita auxílio emergencial para nascidos em fevereiro
23/11/20, 15:47 | POLÍTICA - Barroso diz que milícias digitais são a versão contemporânea do autoritarismo
23/11/20, 15:36 | PANDEMIA - Testes de covid comprados pelo Ministério da Saúde já estão vencidos e prejuízo pode chegar a R$ 290 milhões
23/11/20, 15:33 | DECISÃO - Carrefour é condenado a indenizar casal homossexual agredido por seguranças em 2016
23/11/20, 08:04 | VÍDEO - Investigação encontra hackers de Bolsonaro: Esquema desvendado
23/11/20, 08:01 | VÍDEO - Mídia, Governo Bolsonaro e economia se unem contra negros!
23/11/20, 07:58 | VÍDEO - JORNAL LUZILÂNDIA PLAY: O racismo cordial de Bolsonaro
23/11/20, 07:07 | POLÍTICA - Governo Bolsonaro é denunciado na Comissão Interamericana por apagão no Amapá
23/11/20, 07:01 | POLÍTICA - Doria diz que eleição de Bolsonaro foi "erro" e afirma que não irá disputar a reeleição em 2022
23/11/20, 06:59 | PANDEMIA - Especial Covid-19: afinal, o Brasil já está passando pela segunda onda da doença?
22/11/20, 21:15 | POLÍTICA - Movimento antirracista pode derrotar a direita no segundo tuno, diz Paraná Pesquisas
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site